tornozeleira

tornozeleira

A tornozeleira me prende, Mas não me faz esquecer, De quem eu sou, do que sinto, E do que posso vir a ser.

Com ela, ando mais devagar, E meu passo fica incerto, Mas ainda assim, caminho, Sem nunca perder o certo.

A tornozeleira é um símbolo, De algo que um dia vivi, E mesmo que me prenda agora, Não vai me fazer desistir.

Pois a liberdade que eu sinto, Não está presa em uma peça, Mas sim dentro de mim mesma, E é isso que me fortaleça.

Então que a tornozeleira fique, Se for preciso me lembrar, De que a minha força interna, Nunca deixará de brilhar.